Vinho da Semana: Tinto e Branco Poças

Em 1918, Manoel Domingues Poças Júnior, fundou a empresa que ainda hoje mantém a raiz familiar.

A casa Poças esteve desde, desde a sua fundação, ligada ao Vinho do Porto, mas, a partir de 1990, alargou também o seu portefólio aos vinhos DOC Douro, que, atualmente, já representam cerca de 15 por cento da faturação da empresa.

COROA D’OURO TINTO 2009

O vinho Coroa d’Ouro foi a primeira aposta da Poças. É produzido com as castas tradicionais da região Demarcada do Douro. Trata-se de um vinho muito bem elaborado, fácil, e despreocupado com muita fruta madura no nariz. Na boca mostra-se dócil, com final elegante.

É ideal para acompanhar carnes grelhadas, caça e queijos suaves ou de intensidade média. PVP – 3,49 euros.

POÇAS RESERVA BRANCO 2011

O Poças Reserva branco é produzido em anos excecionais e produção limitada. Depois do sucesso alcançado com os primeiros vinhos DOC Douro, houve a necessidade de criar novos lotes de elevada qualidade.

Com uma cor amarelo palha, o Poças Reserva branco tem um aroma fresco, todavia com notas muito pronunciadas de coco e baunilha revelar a madeira.

Na boca apresenta acidez equilibrada, boa frescura.Sem excessos.

PVP – 7 euros.

POÇAS RESERVA TINTO 2009

Produzido a partir de uvas provenientes da sub-região do Douro Superior mas vinificado na Quinta das Quartas – sub-região do Cima Corgo – este tinto apresenta uma cor tinta profunda de grande extração com reflexos violetas. No nariz apresenta aromas de fruta seca (passa), ginga, alcaçuz e alguma compota. Taninos redondos e bem trabalhados colaboram para uma boca equilibrada e intensidade média no final de boca.

Boa relação preço qualidade no PVP, mas perde competitividade nas listas da restaução”.

Ideal para servir com todos os tipos de carne e caça e também com uma grande variedade de queijos. PVP – 15 euros.

Marco Moreira da Silva, editor  www.jornaldevinhos.com

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments