União Europeia “não é a causa da crise”, afirma Durão Barroso

Durão Barroso – Foto: Πρωθυπουργός της Ελλάδας / Foter / CC BY-SA

Podem haver muitas causas para a crise financeira, mas a União Europeia não tem culpas no cartório. A opinião é de Durão Barroso, presidente da Comissão Europeia, que disse hoje que a União Europeia (UE) “não é a causa da crise”.

Durante o discurso de abertura da conferência dos 40 anos do jornal Expresso, que decorre hoje no Centro Cultural de Belém, Durão Barroso afirmou que “a crise financeira não foi criada pela UE” e que esta crise está relacionada com “comportamentos irresponsáveis” do sistema financeiro.

Defende que a UE “não é o problema, é parte da solução”, sublinhando que “é uma condição indispensável para manter e aprofundar a união económica e monetária”. Durão Barroso prosseguiu dizendo que “a Comissão tem vindo a sublinhar a indispensabilidade da combinação de reformas estruturais com investimento. O essencial é o crescimento, daí a importância de instrumentos para a promoção do investimento”.

Por fim, o responsável deixou um recado, afirmando que “infelizmente, nem todos os governos europeus dão ao investimento e à agenda para o crescimento a mesma prioridade que lhes atribui a Comissão Europeia”.

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments