Há mais um fim-de-semana à porta e, como de costume, a música regressa a Matosinhos com dois concertos integrados na temporada de música clássica de 2016. Já amanhã, sexta-feira, 18 de novembro, pelas 21h30, sobe ao palco do Teatro Municipal de Matosinhos-Constantino Nery a ópera cómica “Os dilemas dietéticos de uma matrioska do meio”, que conta com algumas das principais vozes do canto lírico português. No sábado, 19 de novembro, pelas 21h30, será a vez de o Quarteto de Cordas de Matosinhos retomar a digressão pelas igrejas do concelho, atuando, desta feita, na Igreja de Senhora da Hora.

os-dilemas-dieteticos-de-uma-matrioska-do-meio“Os dilemas dietéticos de uma matrioska do meio” é uma ópera buffa em I ato, portuguesa e contemporânea, que conta a encenação de António Durães, composição de Nuno Cortê-Real e libreto de Mário João Alves. Em cena estarão Teresa Nunes (Soprano), Job Tomé (Barítono), Crispim Luz (Clarinete), Susana Lima (Violoncelo), Brenda Vidal Hermida (Piano) e o grupo teatral Os Plebeus Avintenses, para interpretarem uma divertida sátira alimentar cuja ação decorre na São Petersburgo do século XIX e que até inclui Raskolnikov, protagonista do romance “Crime e Castigo”, de Fiodor Dostoievsky.

Quanto ao concerto do Quarteto de Cordas de Matosinhos, o programa inclui, desta vez, as peças “Quarteto de Cordas em Mib Maior, op.33 nº2”, de Joseph Haydn, e “Quarteto de cordas nº7 em Fá maior, op.59, nº1”, de Ludwig von Beethoven, peças fundamentais do repertório clássico para este tipo de agrupamentos.

A digressão do Quarteto de Cordas de Matosinhos pelas igrejas do concelho visa, recorde-se, formação e criação de públicos, e a democratização da música erudita, dando sequência ao trabalho de proximidade que o agrupamento vem realizando ao longo dos anos junto da população. A iniciativa tem registado uma forte adesão do público. Criado pela autarquia em 2007, o Quarteto de Cordas de Matosinhos é atualmente considerado uma das melhores formações nacionais de música erudita, tendo conquistado em 2014 o Prémio Rising Stars da Organização Europeia de Salas de Concertos.

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments