Trabalhadores da Efacec manifestam-se por aumento salarial

08 manifestação efacec 2015

Estiveram concentrados esta quarta-feira mais de uma centena de trabalhadores do Grupo Efacec, à entrada das instalações da empresa, na Arroteia (Via Norte), para protestar e exigir aumentos salariais.

Nesta manifestação esteve presente o líder da CGTP, Arménio Carlos, afirmando que a Efacec “é uma empresa que continua a comprar carros novos para os quadros superiores, a distribuir quantias elevadas para prémios para uns, ao mesmo tempo que nega o aumento dos salários aos trabalhadores que produzem, criam a riqueza, desenvolvem a empresa e sobretudo são uma boa imagem da empresa”.

Alguns trabalhadores que estavam à entrada das instalações, dificultaram a entrada dos carros dos administradores, mostrando cartazes e gritando “esse carro é meu”.

Os trabalhadores sabem que a empresa está a passar por um momento difícil, mas sublinham que por outro lado há “um aumento da frota automóvel, proliferação de carros de luxo, cartões de crédito, vias verdes, combustível e planos poupança reforma para os administradores”.

A administração da Efacec, em comunicado, afirma que “concretizou ativamente, nos últimos três anos, aumentos superiores a 3% para centenas de colaboradores com vencimentos até dois salários mínimos”.

Os trabalhadores irão fazer paralizações de duas horas, entre as 08h30 e as 10h30, da parte da manhã e entre as 17h00 e as 19h, da parte da tarde às segundas, quartas e sextas-feiras.

Neste protesto dos trabalhadores da Efacec esteve também presente Catarina Martins, dirigente do Bloco de Esquerda.

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments