TNT arranca com a tour “mais pequena do mundo”

Após o lançamento do disco “Menino de Ouro”, TNT inicia uma tour promocional pelo país durante o mês de Março. 
Esta pretende ser a tour “mais pequena do Mundo” e consiste em pequenas actuações, formato showcase, em espaços relacionados com cultura urbana como lojas de skate e streetwear. 
De Faro até Braga, TNT vai munido de um PA portátil, sampler e microfone, e com isso fará a festa em cada um dos locais por onde passar.
Há um menino de ouro e um rei dos gazeteiros nas nossas memórias cinematográficas dos anos 80 e encontrar essas referências no alinhamento do novo álbum de TNT só confirma o seu estatuto de veterano. O homem forte da Mano a Mano tem construído um singular percurso no muito povoado território do hip hop nacional, mas nunca abdicou da sua própria bagagem nessa viagem.
Esta vida de rimas, no caso de TNT, recua 20 anos, até 1997, quando nas ruas de Almada começou a experimentar cadenciar palavras em cima de batidas como parte dos lendários M.A.C. que lançaram dois álbuns – em 2005 e 2012. O mais recente dos trabalhos de M.A.C., Muito a Contar, foi também o álbum que marcou o arranque da discografia da Mano a Mano, aventura editorial que TNT comanda e que tem imposto uma visão muito personalizada do hip hop com o lançamento de trabalhos marcantes de Blasph, Nerve, Tom ou ainda Blasph com Beware Jack. TNT não se limita a agir em nome próprio: ele é um dos que faz acontecer agarrando-se ao que acredita da única forma possível – com unhas e dentes.

Agora, está aí Menino de Ouro. TNT usou o arranque da discografia de Kanye West – os álbuns College Dropout e Late Registration – como referência para as suas próprias explorações da memória: as experiências formativas da personalidade, entre a casa, a rua e a escola, entre Almada e os sonhos que se projectavam para fora. Tudo isso inunda temas como “Check In” ou “Rei dos Gazeteiros”, como “Pro Bono” ou “Menino de Ouro”, como “MS Pride”.

É TNT quem descodifica o título: “A expressão “Menino de Ouro” reflecte o meu crescimento e as dificuldades que encontrei para me afirmar como rapper no decorrer do meu percurso. Foi também uma forma de assinalar o nascimento do meu primeiro filho e mostrar como tudo na vida tem uma continuidade”. E TNT quer continuar muita coisa: a tradição de positivismo do hip hop, a estética clássica boom bap, a apetência pelos jogos imaginativos de palavras.

17 de Março – Faro, Flow Urban 
18 de Março – Évora, Muve Store
25 de Março – Sassoeiros, Bana Store
31 de Março – Gaia, Mutante Hardwear
1 de Abril – Braga, Props

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments