Taste It: Há dias em que não consegue controlar o apetite?

Já lhe aconteceu realizar várias refeições intercalares ao longo do dia e, mesmo assim, continuar a sentir fome?

É natural que o apetite flutue, pois este depende de fatores como o exercício, o stress e as variações hormonal a que se está sujeito. Contudo, há produtos alimentares que podem estimular o apetite, provocando o incremento alimentar. Alguns exemplos desses alimentos são:

a) Pão de forma

O pão de forma vendido como a promessa se estar sempre fresco e fofo; tem um sabor ligeiramente doce, captando o apreço por vários consumidores. Na verdade, este produto alimentar é composto por farinha (de trigo) refinada, desprovida de qualquer teor de fibra alimentar. Tal, leva a que o organismo processe rapidamente o amido, convertendo-o rapidamente em açúcar que. Como resultado, há a subida rápida dos níveis de açúcar no sangue, induzindo a produção rápida de insulina por parte do pâncreas. Consequentemente, o nível de açúcar sanguíneo cai e sente-se novamente vontade de devorar o que aparecer pela cozinha. Em vez deste tipo de produto, opte por um pão mais artesanal, à base de farinhas integrais e de cereais diferentes ao tradicional trigo, como por exemplo, o trigo sarraceno, o centeio, aveia e espelta. Para acompanhar o pãozinho, escolha companhias mais interessantes do que a manteiga ou margarina, tais como, o queijo, a pasta de abacate ou as manteigas de frutos e sementes oleaginosas (p.e. sésamo, amêndoa, avelã).

b) Batatas fritas

Os alimentos fritos são um perigo, na medida que, o seu consumo é viciante. No caso das batatas fritas, estas têm gordura e sal, dois componentes que dão um sinal de prazer ao cérebro, estimulando o apetite. Ao invés de batatas fritas, opte por levar ao forno batata, batata doce ou hortícolas como a curgete, abóbora e beringela cortados finamente e temperados com especiarias e ervas aromáticas. É uma escolha sensorialmente agradável e nutricionalmente equilibrada.

c) Bebidas alcoólicas

O álcool é um estimulador de apetite e, como tal, induz a ingestão alimentar. Em vez de bebidas alcoólicas, diariamente, opte por acompanhar as refeições com água aromatizada com fruta e ervas aromáticas ou infusões frias. Em ocasiões especiais, poderá escolher um copo de vinho tinto devido à sua qualidade antioxidante, devendo bebê-lo lentamente ao longo da refeição.

d) Comida chinesa

Geralmente, a comida chinesa possui glutamato monossódico, um intensificador artificial de sabor que pode substituir os centros de saciedade do cérebro e, por isso, contribuir para a obesidade. Opte por refeições simples (p.e. grelhados), sem muitos condimentos, gorduras de adição  e outros ingredientes inadequados a uma alimentação saudável, de modo a controlar mais eficazmente a sua ingestão alimentar fora de casa.

e) Cereais açucarados

Os cereais de pequeno-almoço direcionados para crianças são ricos em açúcar com o intuito de aumentar a palatibilidade das crianças e aumentar o seu consumo. Além do açúcar propriamente dito, há outras formas de açúcar presentes nos cereais de pequeno-almoço, tais como o xarope de milho, o qual pode interferir com a produção de leptina, uma hormona que informa o corpo que se encontra saciado. Ao invés de cereais açucarados, prefira flocos de aveia, centeio ou cereais tufados sem açúcar para consumir

f) Adoçantes artificiais

Quando se ingerem adoçantes artificiais, nas suas mais variadas formas, o corpo deteta o sabor doce e prepara-se para receber hidratos de carbono ou açúcar, só que esses não serão facultados. Perante isso, o corpo continua insatisfeito e com a necessidade de ingerir um alimento que confira efetivamente algo doce. Assim, se tiver vontade de ingerir algo doce, escolha alimentos naturalmente doces como as frutas e os frutos oleaginosos ou acrescente adoçantes naturais como, por exemplo, mel, açúcar de coco ou xarope de malte de arroz.

Inspire-se em: https://instagram.com/tastiit/

Teresa Carvalho
Teresa Carvalho

 

Teresa Carvalho – Nutricionista
cédula profissional: 2339N

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments