Redução de professores vai continuar, afirma ministro

DR

“A redução da população escolar, em cerca de 200 mil alunos nos últimos anos”, é uma das razões apontadas para redução do número de professores contratados. Esta afirmação foi proferida pelo ministro da Educação, Nuno Crato, em entrevista ao jornal Sol.

O ministro afirmou ainda que esta redução é “inevitável”, até para os que já davam aulas, mas sublinha que ainda há 1714 horários por preencher. Nuno Crato reconhece que esta situação “é humanamente preocupante” apesar de reconhecer que este cenário se vai manter.

Em declarações ao jornal Sol, admite que “no futuro imediato, vamos continuar a assistir a necessidades muito limitadas de contratação”, afirma. O governante acusa o sistema de ser “em muitos aspetos, muito pouco eficiente”.

Nuno Crato sublinha ainda que estas medidas não vão ter contestação nas ruas como aconteceu no passado com a anterior ministra, Maria de Lurdes Rodrigues.

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments