Programação cultural entra em força em 2017 em Guimarães

Centro Cultural Vila Flor, Casa da Memória e Centro Internacional das Artes José de Guimarães acolhem várias propostas culturais durante o mês de janeiro

O primeiro mês de 2017 traz a Guimarães uma agenda repleta de espetáculos e iniciativas que vão preencher o Centro Cultural Vila Flor, a Casa da Memória e o Centro Internacional das Artes José de Guimarães. Há teatro, dança, música, espetáculos para miúdos e graúdos, conferências, visitas e novas exposições.

O ano começa com música e em jeito festivo no Centro Cultural Vila Flor. Logo no dia 01, às 17h00, o Grande Auditório do CCVF acolhe o Concerto de Ano Novo interpretado pela Orquestra de Guimarães. Sob a batuta do maestro Vítor Matos, a Orquestra vimaranense propõe um brinde a 2017 ao som de obras de Strauss, Rossini e Bizet. No fim de semana seguinte, 07 e 08 de janeiro, é a vez da Asas de Palco trazer ao Centro Cultural Vila Flor o espetáculo “E faltou uma Batida ao Coração…”. A partir de um dos clássicos mais sonantes na vida das obras teatrais, a tragédia de William Shakespeare é desconstruída, deixando apenas o amor como elemento inspirador ao novo texto construído por Joana Ji Antunes.

Nos dias 13 e 14 de janeiro, as atenções recaem sobre a 5ª edição dos Encontros para Além da História, promovidos pelo Centro Internacional das Artes José de Guimarães (CIAJG). Nesta edição, os Encontros serão dedicados ao universo poético de Herberto Helder e à profunda, extensa e singular influência que exerceu sobre tantos outros percursos autorais. Coreógrafos, performers, músicos, poetas, artistas, cineastas, antropólogos e atores reúnem-se nestes Encontros para fazerem ecoar, no CIAJG, a poderosa e misteriosa obra de Herberto Helder.

Na noite de 14 de janeiro, às 22h00, o Pequeno Auditório do CCVF recebe a mais recente criação do Teatro Didascália. “Prelúdio: a mulher selvagem” é uma performance poética que enaltece os instintos mais profundos da natureza feminina.

No fim de semana de 20 e 21 de janeiro, às 21h30, o Teatro Oficina invade o palco do Grande Auditório do CCVF para apresentar “O Conto de Inverno”, de William Shakespeare, uma peça sobre o amor, que põe à prova homens e mulheres na teia complexa dos seus relacionamentos. O palco é ponto de encontro para um fantástico elenco de atores a que se juntam os músicos Manuel Fúria e os Náufragos que atuam, ao vivo, durante a peça.

A 27 de janeiro, o Café Concerto do CCVF inicia uma nova temporada sob o título SOM de GMR. Cabe a Captain Boy as honras de abertura deste ciclo de concertos que se prolongará até ao mês de maio. Captain Boy apresentará em Guimarães o seu álbum de estreia, aguardado com grande expetativa por parte do público.

O último fim de semana de janeiro reserva-nos um programa especial composto por dois espetáculos do Teatro de Marionetas do Porto. “Nunca”, a nova criação para a infância da companhia vai estar em cena no Espaço Oficina na sexta-feira, dia 27, às 10h30 e às 15h00, e no sábado, dia 28, às 16h00. Também no sábado, mas desta vez às 22h00, no Grande Auditório do CCVF, o público adulto terá a oportunidade de assistir a “Wonderland”, uma das poucas criações do Teatro de Marionetas do Porto para “gente grande”.

O final do mês de janeiro em Guimarães será também assinalado pelo arranque do 1º ciclo expositivo do Palácio Vila Flor e do Centro Internacional das Artes José de Guimarães. O programa tem início às 17h00, no Palácio Vila Flor, com a abertura da exposição “Bufos”, de José Almeida Pereira. Às 18h30, todos os caminhos vão dar ao CIAJG que albergará as exposições “Os Pirómanos”, de Rui Moreira, “Destinerrância – O lugar do morto é o lugar da fotografia”, de Edgar Martins, e ainda “Cosmic, Sonic, Animistic”, a nova montagem da coleção permanente do Centro.

Por sua vez, a Casa da Memória estreia o Guia de Visita, um conjunto de visitas orientadas para as mais diversas temáticas e sob a perspetiva de vários agentes. A primeira acontece no dia 14 de janeiro, às 17h00, e o anfitrião será Jeremy Hugh Aston que desenhou a Plataforma de Criação de Paisagem Urbana, uma mesa de jogo interativa que se encontra na Nave do Território da Casa da Memória. No dia 29, às 10h00 e às 11h30, no âmbito da mesma temática de Criação de Território, os mais pequenos e as suas famílias poderão participar na Oficina “Cidade de Pernas para o Ar!”, orientada por Rita Faustino.

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments