Passos Coelho interrompido no Parlamento por “Grândola Vila Morena”

E o inesperado aconteceu. No debate quinzenal de hoje, enquanto o primeiro-ministro fazia o seu discurso, foi interrompido por um grupo de cidadãos que estavam nas galerias do hemiciclo e que começaram a cantar “Grândola, Vila Morena”.

Tudo aconteceu pelas 11h30 da manhã e este “incidente” foi organizado pelo movimento “Que se lixe a Troika”. Este terá sido um protesto contra a elevada taxa de desemprego e da recessão. Meia hora antes do sucedido, na página de facebook do “Artigo 21º”, podia-se ler: “um passarinho diz para ligarem a ARTv”.

Depois do grupo ter sido retirado das galerias, Passos Coelho comentou o sucedido afirmando que “de todas as formas de interromper os trabalhos, esta parece-me, significativamente, a de melhor bom gosto”.

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments