Qualquer passeio gourmet que se faça à Galiza não pode ficar completo sem uma paragem na Vinoteca Bagos. O nome já diz tudo, uma casa em Pontevedra que privilegia os vinhos e os engrandece com uma cozinha moderna e raízes galegas.

As promoções de vinhos da semana

Na Vinoteca Bagos qualquer amante de vinhos se sente bem. Esta casa tem um serviço liderado pelos mestres Adri e Fernando, que são muito conhecedores de toda a cena internacional de vinhos. Claro que há uma lista e ali ao lado está um quadro de giz com as recomendações diárias ou semanais, mas o ideal mesmo é deixar os senhores escolher e surpreender-nos com vinhos de toda a Europa, explicados como se tratasse de uma colheita pessoal.

A caves da vinoteca Bagos

Esta é a alma da Bagos.

O espaço é “clean”, espaçoso, com muita luz e decorado em tons de preto e branco, com uma enorme parede de granito que nos faz lembrar que estamos numa cave. O calor humano compensa qualquer minimalismo decorativo da casa.

Cecina (presunto de vaca) com azeite

Começamos com um prato de cecina regada com azeite galego para abrir o apetite e logo vieram umas molejas com espuma de queijo e legumes. A proteína estava cremosa por dentro e tostada por fora, conferindo uma textura firme e crocante. A espuma trouxe equilíbrio ao prato. Seguiu-se uma sarda fumada, servida de forma simples e cheia de intensidade num bom equilíbrio entre o sabor do peixe e o fumo. Avançamos para uns cannellonis de frango com um molhe de carne cremoso, com um final muito longo e complexo, o que pedia vinhos mais estruturados para a mesa. Finalizamos com uma posta de carne, grelhada com sal e servida ainda antes do ponto, como devia ser, e acompanhada de salada e batata frita com casca. Assim se fechou a experiência em beleza.

Os cannellonis de frango

Reforço a ideia que a Bagos é uma enoteca e que a comida, sendo excelente e criativa, é um suporte para os amantes de vinho que procuram um serviço informal e superior.

Entre o vinho a copo, algumas garrafas compradas e as que trouxemos de casa para dividir com a equipa, uma refeição na Bagos passa por momentos de partilha e alegria o que, afinal, é sempre o que procuramos à mesa!

PS: Este artigo faz parte de um conjunto de passeios a locais imperdíveis na Galiza. Pode encontrar outro passeio à Galiza aqui.

Texto e fotos de Paulo Russell-Pinto

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments