Passeios Gourmet: Abertura da Leitaria da Quinta do Paço em Matosinhos

A expansão do “doce do Porto”

Escrevo estas linhas por ocasião da abertura da loja da Leitaria da Quinta do Paço em Matosinhos, no cruzamento das ruas Brito Capelo e Sousa Aroso. Esta zona está a ser fruto de fortes investimentos em infraestruturas pelo município no sentido animar culturalmente a zona de Matosinhos Sul. Uma boa opção da casa dos éclairs, portanto.

A abertura deste espaço faz-me lembrar a Santini, não só por ser outro local de perdição gastronómica, mas por preocupar-se e criar oportunidades aos consumidores para provar os seus produtos sem ser no local original que lhe deu fama. No caso da Santini em Cascais e no caso da Leitaria da Quinta do Paço, na praça que “quase” leva o seu nome, mas que na realidade se chama Guilherme Gomes Fernandes.

Esta casa passou por várias experiências de expansão, tendo imergido na tentação dos centros comerciais e suas praças da alimentação, mas agora parece apostar mais na valorização do conceito gourmet e na força da sua própria marca em locais de rua. Nestas primeiras semanas de trabalho a aposta parece estar a dar resultados.

O novo espaço de Matosinhos tem muita luz natural e quase totalmente decorado em branco: As paredes, as mesas, os balcões e as cadeiras. Pudera, num espaço que se chama “leitaria” e faz depender o seu sucesso deste alimento, esta é opção mais óbvia.

Mas o que interessa e o que é mais importante é aquilo que se come e se recomenda na Leitaria da Quinta do Paço:

eclair

O clássico: O éclair.

Desde sempre que nos habituamos a ir comer éclairs à Quinta do Paço e fazer deles os melhores do Porto. Talvez porque sejam diferentes e em vez do creme pasteleiro sejam recheados com chantilly fresquíssimo, a massa choux seja muito leve e seca e a cobertura de chocolate intensa, estaladiça e cristalize com o frio, o que lhe dá uma textura areada muito boa.

 

A inovação: O éclair com cobertura de limão

Durante muito tempo pensamos que melhor que o éclair não podia haver. Mas eis que o trabalho de inovação da Leitaria coloca à disposição dos seus clientes coberturas de vários sabores nesta sua nova vida. De todas destaca-se a de limão, cremosa, ácida e doce no final, a contrastar com o sabor do resto do éclair.

bola de berlim

O desafio: A bola de Berlim

Quem é cliente habitual, muitas vezes se deve ter perguntado o que faziam aquelas bolas de Berlim ao lado dos éclairs, com o mesmo chantilly branquinho a espreitar em vez do creme. Um dia prova e nunca mais quer outra coisa. Há fans da Leitaria que não passam ser as bolas de Berlim.

manteiga leitaria

A surpresa: a manteiga

É uma das minhas descobertas recentes, a maravilhosa manteiga. Só comprá-la sem ser no supermercado já é uma experiência diferente. Embrulhadinha e com a sua iconografia art deco, cheia de design para levar para casa. São duzentos gramas de sabor intenso, com a quantidade exata de sal e para comer aos bocadinhos.

Texto e fotos de Paulo Russell-Pinto

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments