Nave espacial russa cairá na Terra

estação espacial internacional soyuz

Após gastar o equivalente alguns prémios do euromilhões na construção e envio de uma nave carregada de suprimentos para a Estação Espacial Internacional ISS, técnicos e cientistas russos precisaram admitir que o bólido ficou fora de controle e cairá na Terra nos próximos dias, sem destino anunciado previamente.

A Progress foi lançada no último dia 28 de abril, utilizando a base localizada no Casaquistão, com duas toneladas de equipamentos e alimentos, com uma missão muito simples. Acoplar à nave principal, descarregar os suprimentos e servir de depósito de lixo, que seria devolvido à Terra e se desintegraria na reentrada na atmosfera.

Mas não foi isso o que aconteceu. Logo após a decolagem, os especialistas da agência espacial russa Roskosmos foram obrigados a admitir que haviam perdido o contato com o módulo de acoplamento. A telemetria havia se perdido completamente e a nave estaria sem controle.

Ainda foi possível averiguar, antes da perda total de comunicação, que os dois painéis solares enviados foram abertos totalmente, apesar das antenas de comunicação não se abrirem normalmente. No entanto, o sistema de propulsão havia sofrido uma avaria e não registrava pressão suficiente, fazendo a nave girar descontroladamente sem meios de controla-la daqui da Terra.

endeavour-3

Existe um protocolo, nas missões espaciais, que obriga os cientistas a retirar da órbita principal as naves descontroladas – para que não atinjam outros bólidos, tais como satélites de comunicação – o que os forçaria a reentrar o equipamento na atmosfera do planeta, tentando fazê-lo cair em uma região desabitada ou no oceano.

Como os russos não conseguiram controlar esta queda, ainda não se sabe em qual região da Terra a nave cairá. Mas as estatísticas apontam que a maior probabilidade ainda está nos mares do planeta, já que são a grande maioria da superficie. Todos de olhos ao céu, nos próximos dias, para se garantir.

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments