Jornal «Público»: Trabalhadores respondem com greve ao despedimento

GN

Depois de reunidos em plenário esta quarta-feira, os trabalhadores do jornal «Público» vão avançar para uma greve. De acordo com uma nota publicada no site do jornal, os trabalhadores “mandataram os sindicatos para iniciar de imediato um processo de greve”.

Defendem que este despedimento “inviabiliza a continuidade” do jornal por conseguinte fazem saber o “seu total repúdio pelo despedimento coletivo acordado entre a administração e a Direção Editorial”.

Esta forma de luta nasce no seguimento da comunicação feita pela Sonae de que vai avançar com o despedimento de 48 trabalhadores do dito jornal, para obter uma “redução da estrutura de custos em cerca de 3,5 milhões de euros por ano, com a diminuição de custos de funcionamento”.

Numa reação a esta notícia, o Sindicato dos Jornalistas (SJ) “considera inaceitável” o despedimento coletivo e sublinha que apesar das vendas do «Público» estarem a cair, “não é menos verdade que os lucros da Sonaecom têm vindo a aumentar”.

O SJ lembra ainda que os lucros da Sonaecom em 2011 foram de 62,5 milhões de euros, acrescentando que “estes dados comprovam que o que está em causa não é a sobrevivência de uma pequena empresa. O que se passa é que a Sonaecom e a Sonae não querem diminuir os seus lucros e não hesitam em sacrificar quase meia centena de trabalhadores”.

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments