Hóquei em Patins: Portugal vence Espanha e conquista Taça das Nações

hóquei em patins Portugal

A Seleção Nacional venceu a edição 66 da Taça das Nações de hóquei em patins, este domingo, 5 de abril, na grande final do torneio de Montreux. Portugal venceu (3-2) a Espanha e conquistou a 18ª Taça das Nações – e quarta consecutiva – do seu historial.

Com o pavilhão de Montreux completamente cheio e em grande ambiente de festa, Portugal e Espanha corresponderam com uma primeira parte de boa qualidade. A Seleção Nacional, a defender bem e atacar com precisão, abriu o marcador aos sete minutos, por intermédio de Hélder Nunes. Espanha empatou (1-1) à passagem do minuto dez. E aos 13, num ataque rápido, Gonçalo Alves assinou o golo que levou os “Ursos” em vantagem (2-1) para o intervalo.

A segunda metade do desafio arrancou com Portugal a controlar e a dominar a posse de bola, impedindo Espanha de chegar com perigo às redes lusas. A Seleção Nacional dispôs de ocasiões para dilatar a diferença mas, aos 12 da segunda parte, foi o conjunto espanhol quem acabou por mexer no marcador (2-2), após a cobrança de um livre-direto. Espanha ganhou alento com o empate e obrigou Portugal a reagrupar-se. A 2 minutos do cair do pano, João Rodrigues roubou a bola, ultrapassou a defensiva espanhola e assinou o golo que garantiu a vitória (3-2) e a conquista da edição 66 da Taça das Nações.

Cinco inicial: André Girão (GR), Telmo Pinto, Hélder Nunes, Gonçalo Alves e João Rodrigues (c)

Marcadores: Hélder Nunes (1), Gonçalo Alves (1) e João Rodrigues (1)

Luís Sénica, Selecionador Nacional sublinhou que “fizemos aqui o tetra na Taça das Nações. É importante realçar todo o trabalho anterior que foi realizado. Também é isso que nos permite estar nesta posição. Foi uma grande demonstração de qualidade. Jogar aqui é como jogar em casa. Só quem vive estes ambientes é que consegue saber aquilo que sentimos. O Hóquei em Patins português está bem, mas temos de ter os pés bem assentes na terra. É importante desfrutar esta vitória, mas temos de pensar no Campeonato do Mundo com muita calma. Temos jovens de grande valor e temos de seguir um caminho seguro que nos garanta o futuro”.

O capitão da seleção lusa, João Rodrigues, destaca a superioridade de Portugal. “Foi uma grande exibição. Aprendemos com os erros cometidos nos jogos da primeira fase. Sabíamos que este jogo seria diferente. Fomos superiores e tivemos alguma sorte, o que neste tipo de jogos também é preciso. Fizemos um excelente trabalho ao longo destes dias e agora vamos pensar nas próximas provas internacionais. Temos de continuar a trabalhar com humildade e espírito de sacrifício. É sempre bom estar junto dos emigrantes e ganhar com eles”.

Classificação da 66ª edição da Taça das Nações: PORTUGAL, 2º Espanha, 3º Itália, 4º Angola, 5º Alemanha, 6º França, 7º Suíça, 8º Montreux HC

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments