Grécia: Novas medidas da Troika incluem semana laboral de 6 dias

DR

Apesar de a Troika internacional voltar a Atenas apenas para a semana, já fez por intermédio de um e-mail saber algumas medidas que os gregos deverão cumprir. Uma das que mais impacto está gerar é o aumento da semana laborar de cinco para seis dias.

O dito e-mail foi enviado pela Comissão Europeia e FMI para os Ministérios das Finanças e Emprego e tornado público pelo diário Imerisia. E se restassem dúvidas quanto à veracidade do dito e-mail, as mesmas já foram dissecadas por uma fonte do Ministério das Finanças grego.

Passando às medidas que maior impacto terão no dia-a-dia dos gregos será então o aumento da semana de trabalho de cinco para seis dias, bem como a redução para onze horas do descanso mínimo entre turnos de trabalho. A eliminação das restrições às trocas dos turno da manhã e da tarde é outra das medidas a aplicar, de acordo com o diário «Imerisia».

Mas as medidas não ficam por aqui, outra exigência é a redução para metade da indemnização por despedimento e também do prazo que a entidade laboral tem para avisar o seu empregado da rescisão do contrato. A segurança social paga por cada empregado deverá também ser reduzida, mesmo sabendo o impacto que poderá causar esta medida ao Estado de Atenas.

Caso as novas medidas que estão a ser discutidas forem aprovadas, a Grécia receberá mais 31 mil milhões de euros que resultam do segundo memorando de entendimento datado de fevereiro último.

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments