«Grândola Vila Morena» interrompe Miguel Relvas

Miguel Relvas, ministro-adjunto e dos Assuntos Parlamentares, quando discursava no Clube dos Pensadores foi, ontem, interrompido por um grupo de duas dezenas de pessoas que estavam na sala que começaram a cantar «Grândola Vila Morena».

Tudo aconteceu numa unidade hoteleira em Gaia, onde o Clube dos Pensadores organizou mais um debate em que o convidado escolhido foi Miguel Relvas.

Estavam passados cinco minutos do início do seu dircurso, quando Relvas foi interrompido por um grupo de duas dezenas de pessoas a cantar «Grândula Vila Morena» e a entoar “demissão” e palavras de ordem como “fascistas nunca mais”. O ministro dos Assuntos Parlamentares tentou acompanhar os populares na cantiga, mas voltou ao seu discurso depois do grupo ter saido da sala. Joaquim Jorge, fundador do Clube dos Pensadores, reprovou a contenda do grupo, mandando-os calar.

Durante o debate, Miguel Relvas foi confrontado com o seu curriculo académico, a sua integridade, a frota de automóveis do Governo, a assistência financeira à banca e as condições do Executivo de coligação. O ministro-adjunto respondeu que estava ali “para discutir política e que nada tem a esconder na minha vida”. E continuou afirmando que “toda a minha vida é clara, sou uma pessoa íntegra. Nunca tive nenhum processo.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=AcrcbWVVkAk[/youtube]

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments