Fotojornalista Alfredo Cunha expõe 480 imagens na Cordoaria Nacional

A Galeria Municipal do Torreão Nascente da Cordoaria Nacional, em Lisboa, recebe desde o dia 3 de março a exposição “Tempo depois do tempo. Fotografias de Alfredo Cunha 1970-2017”.

São cerca de 480 fotografias, algumas delas emblemáticas, que mostram quase 50 anos de trabalho de Alfredo Cunha. São imagens captadas por um dos maiores fotógrafos portugueses, que captou momentos como o capitão Salgueiro Maia no Dia da Revolução dos Cravos.

A nível internacional, registou a queda do ditador Nicolae Ceausescu, na Roménia (em 1989) ou a guerra no Iraque.

Alfredo Cunha nasceu em 1953, em Celorico da Beira, era neto e filho de fotógrafos. Iniciou a sua carreira de fotógrafo em 1970, em fotografia publicitária.

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments