Feira de Edições Transfer retorna ao Centro Internacional das Artes José de Guimarães

Transfer 2015

Este fim de semana, 09 e 10 de maio, pelo segundo ano consecutivo, a Feira de Edições Transfer volta a realizar-se na Plataforma das Artes e da Criatividade e no Centro Internacional das Artes José de Guimarães (CIAJG). Um evento para os apaixonados das letras, do livro enquanto objeto, e da ilustração. Ao longo de dois dias, entre as 10h00 e as 20h00, além das exposições patentes no CIAJG, poderá encontrar um local privilegiado para a descoberta das artes, com uma programação que inclui apresentações e conversas, oficinas livres e lançamentos editoriais.

Nesta 2ª edição, a Transfer mantém a sua componente oficinal, desenvolvendo pequenas oficinas de participação livre, onde o público poderá familiarizar-se e participar nos vários processo de impressão e composição de imagens e textos. Tal como no ano passado, esta feira reúne editores independentes, artistas gráficos e ateliers tipográficos, que irão igualmente lançar e apresentar as suas novidades editoriais durante o evento. A Feira estende-se, iguamente, a outros editores que desenvolvem o seu trabalho no campo da autoedição e em vertentes tão diversas como a música, a ilustração ou a banda desenhada. Averno, Língua Morta, Grisu, Do lado esquerdo, Frenesi e Oficina Arara são apenas alguns dos nomes que, este ano, participam na Transfer.

Ao longo dos dois dias da Feira, estão previstas várias atividades em torno do livro e do experiencialismo editorial. Nas novidades editoriais e lançamentos, a O Homem do Saco traz “Presente do Particípio”, de Regina Guimarães, e “Cenas d’A Scena do Ódio”, de Almada Negreiros, impresso em carateres móveis, por ocasião das comemorações dos 100 anos da revista Orpheu. A Chapa Azul traz à Transfer a obra “Cordéis”. Inspirado na literatura de cordel, o nome tem origem na forma como tradicionalmente os folhetos eram expostos para venda, pendurados em cordas ou cordéis. Também a Oficina do Cego traz à Feira de Edições “Jumbo”, lançamento de coleção de posters em impressão serigráfica. Por fim, o evento acolhe ainda a apresentação de “Mali, Fulani (Mito da criação)”, uma edição conjunta em várias técnicas de impressão, cujo projeto foi desenvolvido na 1ª edição da Transfer.

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments