O FC Porto empatou esta noite no reduto do Copenhaga a zero, numa partida a contar para a quinta jornada do grupo G da Liga dos Campeões. Com este resultado, os dragões continuam em segundo lugar com oito pontos, mais dois que o Copenhaga, e a depender deles próprios para passar à fase seguinte da prova.

Os dragões entravam para esta quinta jornada com um único objetivo, vencer. Ao conseguirem os três pontos garantiam desde logo a passagem aos oitavos-de-final de uma competição importante financeiramente. Arrumavam a questão esta noite e assim, podiam jogar bem mais descansados, na última jornada, na receção ao Leicester, a 7 de dezembro.

A equipa titular que Nuno Espírito Santo apresentou demonstrou que queria vencer a partida, já que apresentou nada mais, nada menos que cinco jogadores de cariz ofensivo do meio campo para a frente, a saber: Óliver Torres, Corona, Otávio, Diogo Jota e André Silva.

O Copenhaga tinha como estímulo poder ultrapassar o FC Porto na tabela, em caso de vitória, estar há 32 partidas sem perder no seu reduto, seis delas em competições europeias esta temporada.

A primeira parte foi muito equilibrada. O FC Porto não conseguia colocar em prática o seu jogo e o Copenhaga ganhava fôlego e atacava com confiança. A última bola era sempre perdida pelo Porto para o Copenhaga.

O segundo tempo foi completamente diferente. O FC Porto subiu verdadeiramente no terreno e o seu meio campo conseguiu definitivamente ganhar mais bolas. A jogar pelas alas, Corona teve um papel de destaque, conseguindo mais que uma vez ultrapassar os seus adversários para entrar na área e centrar.

A oportunidade mais flagrante de golo pertenceu a André Silva aos 56 minutos. Corona remata primeiro, Maxi faz a recarga e por fim é André Silva falha a finalização.

Até ao final da partida, o FC Porto continuou a procurar a vitória que acabou por não aparecer.

E quanto ao futuro? Quanto ao futuro, as contas são simples de serem feitas neste grupo G. O Leicester está apurado para a fase seguinte. Esta terça-feira venceu o Brugge por 2-1 e está em primeiro lugar do grupo com 13 pontos. O Porto é segundo com 8, mais dois que Copenhaga. Para os dragões passarem à fase seguinte, ou seja, os oitavos-de-final, basta fazerem o mesmo resultado que o Copenhaga ou então vencerem o próximo jogo, frente ao campeão inglês no estádio do Dragão, a 7 de dezembro. O Copenhaga visita o Brugge, deslocação que não se avisinha difícil. O FC Porto depende de si próprio para continuar na prova.

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments