Equador condena ameaça britânica de invasão de embaixada para prender Assange

Julian Assange

“Hostil e intolerável”. É desta forma que o Equador classifica as ameaças britânicas de invasão da embaixada daquele país no Reino Unido, onde Julian Assange se refugiou desde junho. Já o portal Wikileaks apelida esta ameaça de “tentativa de intimidação do Reino Unido”.

Numa mensagem publicada hoje da parte da manhã, o Wikileaks acusa o Reino Unido de “tentativa de intimidação”, já que o pais de Sua Magestade pretende extraditar Julian Assange para a Suécia, visto neste mesmo país ser acusado de ter violado duas mulheres.

O site da autoria de Assange, diz ainda que uma invasão à embaixada do Equador seria um “ato extremo e hostil”. Também Ricardo Patine, ministro dos Negócios Estrangeiros do Equador afirma que qualquer invasão à embaixada do Equador no Reino Unido “seria interpretado como um ataque contra a nossa soberania, e obrigar-nos-ia a responder com a maior força diplomática”.

No seguimento desta ameaça, o governo do Equador poderá divulgar hoje mesmo se aceita o pedido de asilo de Julian Assange. Por fim, Patine sublinhou mesmo que pretendem “deixar bem claro que não somos uma colónia britânica. Esses tempos acabaram”.

 

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments