Contribuintes: pagamentos à Segurança Social pagas em prestações

Os trabalhadores independentes e as empresas vão ter a possíbilidade de pagar as contribuições para a Segurança Social em prestações, notícia o Jornal de Negócios.

Seis meses será o prazo máximo para efetuar o pagamento em prestações. Esta medida foi aprovada ontem, em Conselho de Ministros e tem com o objetivo evitar os processos de cobrança coerciva.

Fica nas mãos das empresas ou trabalhadores independentes negociar com o Instituto de Segurança Social. Ou seja, o regime aprovado ontem pelo Executivo possibilita os contribuintes solicitar voluntariamente o pagamento em prestações, antes mesmo da instauração de um processo de cobrança coerciva.

Segundo o Jornal de Negócios, os contribuintes que paguem as suas contribuições em prestações terão de pagar juros. Apenas os contribuintes com outras dívidas ficam impossibilitados de aderir a esta via.

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments