Chirri ‘fez’ Vaticano ‘falar’

Papa Bento XVI
Papa Bento XVI

 

Giovanna Chirri, uma jornalista italiana que trabalha para a agência de notícias ANSA, estava precisamente na Praça de S.Pedro em Roma, no momento certo, momento esse que Papa Bento XVI, após o seu discurso, alegadamente disse em latim que estava cansado, que a pressão era demais, e que ele ia parar, ainda com o microfone ligado.

Chirri é “especialista em assuntos do Vaticano, e percebe latim.”, adiantou à AFP, o director da agência de notícias ANSA, Luigi Contu.

A jornalista italiana, foi imediatamente falar com o porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi, questionando-o sobre o que o Papa Bento XVI tinha dito em latim,  mas não obteve qualquer resposta.

 

Giovanna Chirri, jornalista ANSA
Giovanna Chirri, jornalista ANSA

 

Mais tarde, e após uma discussão com o seu editor, sobre se alertavam o público ou não, com uma notícia que seria dada em primeira mão para o mundo inteiro, e somente baseados na qualidade de interpretação de latim da jornalista em questão, eis que recebem a chamada telefónica de Federico Lombardi a confirmar a notícia.

Dados sobre a demissão do Papa Bento XVI
Dados sobre a demissão do Papa Bento XVI

E em poucos minutos e já com os dados todos na sua mão, a jornalista italiana  via twitter, e outras redes sociais, dava a conhecer ao mundo inteiro que o Papa Bento XVI  iria deixar de o ser, a 28 de Fevereiro de 2013.

 

Twitter da jornalista Giovanna Chirri
Twitter da jornalista Giovanna Chirri

 

Giovanna Chirri congratulada pelos seus colegas de profissão, escreveu no seu twitter que “o latim do Papa era muito fácil de se entender”.

O seu patrão Luigi Contu disse rindo: “Este é um forte argumento para a cultura dos futuros jornalistas…saber latim neste caso em particular, deu-nos um furo jornalístico muito importante”.

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments