Câmara do Porto vai propor redução de taxas para comerciantes do Mercado do Bolhão

Mercado do Bolhão

Reduzir o valor das taxas de ocupação dos comerciantes do Mercado do Bolhão em 40%. Esta será uma medida proposta pela Câmara Municipal do Porto, em reunião do Executivo a realizar na próxima terça-feira. Caso seja aprovada, esta medida estará em vigor até ao final do ano, com possíbilidade de renovação.

Esta medida será para aplicar às “taxas mensais individuais superiores a 10 euros, não podendo resultar desta redução um valor inferior a 10 euros”, de acordo com a proposta de Guilhermina Rego, vice-presidente da autarquia.

A proposta refere que “o Mercado do Bolhão constitui um equipamento emblemático da cidade do Porto” e por isso a Câmara do Porto “tem encetado diligências e esforço no sentido da reabilitação do mercado, sendo que por força da crise económica e do elevado valor do investimento necessário tal ainda não foi possível”.

Mas devido “à crise económica atual e o estado do edificado do Mercado do Bolhão recomendam que o Município do Porto apoie os comerciantes do interior do Mercado”.

Em outubro, a Câmara do Porto tinha anunciado a intensão de colocar os comerciantes do Bolhão num mercado inprovisado e provisório nas imediações apenas durante o periodo em que decorrem as obras do espaço.

“Temos o anteprojeto [da requalificação do Bolhão] praticamente pronto, mas temos que ter aqui um investimento que é um mercado temporário. Não queremos fazer as obras com os comerciantes lá dentro, queremos fazer um investimento num mercado temporário, [a instalar] nas proximidades e estamos a fechar negociações com uma entidade que nos pode facultar um espaço”, afirmou, aquando da aprovação do orçamento camarário para 2015, o presidente da Câmara, Rui Moreira.

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments