BCE sugere baixar salários para restaurar finanças

D.R. – Mario Draghi, presidente do BCE

O Banco Central Europeu (BCE), no boletim mensal publicado hoje indica que são necessárias  mais reformas estruturais e fiscais. Para isso, sugere algumas medidas a fim de “aumentar a competitividade global, reduzir o desemprego e restaurar a sustentabilidade das finanças públicas”.

Os paises da zona euro que estão a ser ajudados financeiramente, como sejam Portugal, Grácia, Irlanda, Chipre e Espanha foram aconselhados a executarem as tais reformas estruturais, visto estarem também com taxas de desemprego elevadas e com “graves desequilibrios macroeconómicos”.

Entre as medidas sugeridas pelo BCE, liderado po Mario Draghi, está a redução dos ordenados, principalmente o salário mínimo que, caso de Portugal, essa quantia é de 485 euros. Reduzir também os “custos laborais e as margens de lucro excessivas”. Mas há mais, o BCE sugere também “relaxar as leias de proteção laboral” e permitir o chamado contrato individual de trabalho.

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments