Artista Martinha Maia vence intervenção na fachada do TeCA

Desafio lançado no Dia Mundial do Teatro. Implementação decorre em agosto e será revelada no Teatro Carlos Alberto, em setembro, na apresentação da nova temporada

No dia 27 de março, Dia Mundial do Teatro, o Teatro Nacional São João lançou, com o apoio da Porto Lazer (através do Programa de Arte Urbana) uma convocatória para uma intervenção artística na fachada do Teatro Carlos Alberto (TeCA), cujo objetivo passa pela valorização do estilo arquitetónico do edifício portuense e da sua atividade teatral. A decisão já é conhecida tendo sido a artista Martinha Maia a vencer o desafio.

No total, foram 36 as propostas que foram analisadas pelo júri constituído por Francisca Carneiro Fernandes (Presidente do Conselho de Administração do TNSJ), Nuno Carinhas (diretor artístico do TNSJ), Nuno Lacerda Lopes (arquitecto autor do projeto de remodelação do TeCA) e Cláudia Melo (representante da Porto Lazer). Também o público integrava o painel de jurados, tendo escolhido através da página do Facebook qual o projeto preferido.

Após cuidada análise de todas as propostas apresentadas e do acompanhamento da votação efetuada pelo público (cujo voto, recorde-se, representava o equivalente a um dos cinco membros do júri), o júri de seleção da intervenção artística a executar na fachada do Teatro Carlos Alberto deliberou eleger como vencedora a proposta apresentada pela artista Martinha Maia. “Para este efeito, considerou-se a singularidade plástica da proposta apresentada por esta artista, bem como a experiência e o portfólio que esta possui”. O júri considera ainda que “a intervenção artística selecionada valorizará o edifício do Teatro Carlos Alberto e contribuirá, como desejado, para incentivar a produção criativa da arte urbana”.

A intervenção decorre durante o mês de agosto e o resultado final será conhecido em setembro no Teatro Carlos Alberto, por ocasião da apresentação da nova temporada do TNSJ. Como prémio de autoria da proposta selecionada, o TNSJ atribuirá a Martinha Maia três mil euros complementados com 700 euros para ajudas de custo à produção.

TeCA_Fachada Susana Neves

 

Martinha Maia nasceu em São Mamede do Coronado, em 1976, e vive e trabalha no Porto. Licenciou-se em Artes Plásticas, em 2000, na ESAD-CR e tem vindo a participar em inúmeras exposições nacionais e internacionais. A performance, o vídeo, a instalação e o desenho são os seus principais meios de expressão.

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments