O Atleta da Salomon Suunto precisou de apenas 10 horas e 55 minutos para espalhar a sua magia pelas montanhas de Andorra. Embaixador do evento e apaixonado pelas paisagens do pequeno país dos Pirinéus, o atleta liderou do princípio ao fim esta prova, a mais curta em que participou pela primeira vez neste evento.

O percurso e as montanhas são de cortar a respiração, mas à beleza junta-se a dureza.” Armando só voltou aos treinos há apenas 6 semanas, mas a estratégia que delineou para terminar a Celestrail funcionou na perfeição, tendo apenas passado por dois momentos mais difíceis em que o corpo reagiu mal à altitude (a altitude média desta prova é 1776 metros). Para o atleta e embaixador do Andorra Ultra Trail Vallnord, “este evento é perfeito, aqui existe cultura de montanha, respira-se natureza e liberdade, toda a organização e voluntários fazem sentir-nos em segurança e os atletas são tratados de forma muito pessoal e o ambiente é fantástico”.

Em segundo lugar ficou David Rovira com o tempo de 11h05m e em terceiro Miikka-Pekka Rautiainen. O português mais rápido a seguir a Armando Teixeira foi David Pinto que cortou a meta em 8.º lugar. Ao pódio feminino subiu Maria Escudero com o tempo de 13h29m, seguida de Mary Gillie (14h) e de Severine Duhalde (14h27m).

A corrida novidade desta 9.º edição do AUTV – a Eufória teve como vencedores a dupla Nahuel Passerat e Julian Morcillo que completaram os 233 km com 20 000 metros de desnível positivo em 68 horas e 49 minutos. A dupla de franceses debateu-se com a dupla de checos Filip Siliar e Pavel Paloncy que acabaram por arrecadar o 2.º lugar. Os portugueses mais rápidos em prova foram a dupla João Colaço e Jorge Serrazina que cortaram a meta em 12.º lugar após quase 71 horas em provas.

Na Ronda dels Cims (170km com 13 500 m D+) a prova rainha e a favorita de Armando Teixeira, o vencedor foi Antoine Guillon com um tempo de 31horas e 5 minutos. Os primeiros 3 terços da corrida foram liderados pelo compatriota Vivien Reynaud, que acabou por abandonar a corrida ao km 87, momento em que o Campeão do Mundo de Ultra Trail em 2015 tomou as rédeas da corrida até ao final, cruzando a meta a umas confortáveis 2 horas do catalão Pep Ballester que chegou em 2.º lugar. O pódio ficou completo com a chegada de Yannick Gourdon. Os portugueses brilharam e no top 10 ficaram José Silva (6.º lugar), Guilherme Lourenço (7.º lugar) e Hugo Gonçalves (9.º lugar).

Créditos: AUTV/ Stéphane Salerno

No pódio feminino a italiana Lisa Borzan e a japonesa Kaori Niwa lideraram toda a corrida, mas Liza foi a mais rápida e cortou a meta em primeiro. Em terceiro ficou Marina Plavan.

Na Mític com 112 km e 9700 metros de desnível positivo, o vencedor foi Sebas Sanchez, seguido de Vicente Parra e Luis Tejero. O português mais rápido foi David Santos (16.º lugar).

A portuguesa Olivia de Sousa brilhou e conseguiu o 4.º lugar no pódio feminino, ficando atrás da vencedora Aida Fornieles, de Sabrina Solana (2.º lugar) e de Zhanna Andreeva (3.º lugar).

Por fim a última prova competitiva a sair foi a Marató dels Cims cujo vencedor foi Roberto Garcia, seguido de Pol Bertrand e de Adran Robert. O português mais rápido em prova foi Pedro Miguel Correia (18.º lugar).

A mais rápida foi Queralt Ribe, seguida de Mila Duran e de Annie Baumber, Sara Garcia foi a portuguesa mais veloz, alcançando o 5.º lugar entre as meninas.

Para encerrar esta festa do trail que assenta nos pilares da solidariedade e superação, hoje às 9h da manhã partiu a caminhada solidária – Solidaritrail com 10 km – onde todos puderam sentir a experiência de percorrer alguns trilhos das montanhas mágicas do pequeno país dos Pirinéus.

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments